O que você precisa saber sobre RLP para operar day trade?

A função RLP é uma forma de operação que deixa muitos traders confusos sobre o real funcionamento deste tipo de recurso, o qual é fornecido pelas corretoras da bolsa de valores e, poderá ser ativada ou, não, pela livre escolha de cada cliente.

RLP está disponível para operações no mini índice e mini dólar, em entradas do tipo a mercado, somente para pessoas físicas, no máximo até 15% do volume negociado por cada corretora.

Em ordens do tipo RLP é a própria corretora quem atua como contraparte do trader nas operações de day trade. Vale a pena ou não usar essa ferramenta?

RLP na bolsa

A grande dúvida sobre o RLP refere-se à real necessidade em ativar ou não este tipo de negociação.

A ferramenta foi desenvolvida para favorecer os traders ou, não passa de uma forma onde, as corretoras lucram, ainda mais, através de seus próprios usuários.?

A ideia central da função RLP é explicada pelo próprio significado de sua sigla: Retail Liquidity Provider que, ao traduzir temos, Provedor de Liquidez para o Varejo.

RLP é uma forma de aumentar a liquidez para os clientes do varejo da B3, ou seja, para as pessoas físicas, não sendo aplicado para os institucionais.

Neste tipo de operação, a própria corretora atua como compradora ou, vendedora, em ordens abertas pelo seu próprio cliente. As ordens abertas, neste caso, não entram no book de ofertas da bolsa.

A corretora negocia com você

Quando o trader “clica” no botão comprar é a corretora quem atua como vendedora ou, se o trader “clica” no botão vender será a corretora quem atua como compradora.

Como podemos perceber, em ordens ativadas via RLP, a operação não sai de dentro da própria corretora, neste caso, as ordens em aberto não entram no livro de ofertas da B3.

No entanto, a ordem aparecerá no Times and Traders, o qual lista os negócios realizados em ambiente da B3.

Em resumo, o tipo de ordem RLP funciona da seguinte forma:

A corretora aceita fazer trade com seus próprios clientes comprando de alguém disposto a vender por um preço mais baixo e vendendo para outro trade que está disposta a comprar por um preço mais alto, lucrando com a diferença entre o preço de compra e o preço de venda.

A mesma lógica é válida também no caso oposto, ou seja, em entradas vendidas, onde, a corretora atua vendendo mais caro de um determinado trader e, recomprando a ordem de outro trader, por um preço mais baixo.

Vale a pena ativar RLP

A ideia por trás da RLP é favorecer o trader, uma vez que, a corretora deverá garantir preço igual ou melhor aos seus clientes. Neste caso é excelente ideia operar com RLP ativo.

Por outro lado, faltam dados técnicos para os consumidores entenderem, na prática, como funciona, tecnicamente, o mecanismo das ordens RLP.

Por padrão, as corretoras são obrigadas a manter como livre escolha a iniciativa dos clientes ativar ou não essa funcionalidade.

Portanto, cada trader poderá ativar ou desativar a funcionalidade RLP, sempre que desejar, através do home broaker da própria corretora.

Como forma de incentivo, as corretoras costumam oferecer, em troca de ativar o RPL, alguns benefícios como, custo zero de corretagem, plataformas gráficas de terceiros, entre outros.

As corretoras não atuam de forma que bem entendem na bolsa de valores. Elas, como intermediárias de negociação, necessitam seguir normas e fiscalizações, realizadas pela CVM.

O mesmo é válido para o prestação do serviço RLP. As corretoras são fiscalizadas e necessitam mostrar transparência neste tipo de serviço.

Todas as corretoras luram alto por serem intermediadoras na bolsa. Sendo assim, elas desejam manter-se como prestadoras, jamais querem perder essa condição. Por isso, elas levam muito a sério as regras da CVM e da própria B3.

Acreditamos, assim, que a função RLP é transparente e, realmente voltada a proporcionar o melhor lucro possível aos operadores da bolsa.

Porém, a livre aceitação é exclusiva de cada trader, podendo ser ativada ou desativada de forma simples, no próprio portal de cada corretora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*