Fogão à lenha nas brasas da lembrança




O fogão à lenha foi um produto muito usado no Brasil como fonte de energia para o preparo de alimentos, ou seja, um produto que hoje foi substituído pela versão a gás GLP. Nos dias de hoje, fogões à lenha existem dentro de poucos lares, praticamente inexiste em grandes cidades e, onde ele se faz presente, tem função maior de aquecimento para o frio do inverno e não mais como utensílio para acender fogo e preparar alimentos.

No inverno, o fogão à lenha não passa por despercebido. É muito comum na cozinha, principalmente nos sítios do sul do Brasil. É uma maneira um tanto quanto econômica de produzir calor para amenizar o frio do rigoroso inverno que atinge a parte meridional do Brasil.

Nas transformações em que passa a sociedade e a cultura de uma população, o fogão à lenha persiste em ainda continuar tomando seu lugar de destaque na casa de pessoas tradicionalista, as quais, não abrem mão de tê-lo para manter aquecidas as noites geladas que o inverno trás todo meio de ano no Brasil.

A neve é um dos fenômenos que pouco acontece no Brasil. A época mais fria do ano, nas serras catarinenses e, em algumas ocasiões, do Rio Grande sul fazem com que o espetáculo da neve contemple os olhos dos moradores e turistas aventureiros que não se importam em sentir frio.




O fogão à lenha mais uma vez tem seu papel para ajudar com que o frio seja amenizado dentro das casas. Apreciar a neve pode ser bom, mas depois, o melhor é se aquecer próximo a um bom fogão à lenha.

As lareiras têm seu charme, mas, o fogão à lenha não deixa jamais de ter um charme maior ainda, o tradicionalismo, as lembranças.

O uso responsável também é importante, uma vez que, necessita de recursos naturais preciosos, ou seja, madeira como combustível. Portanto, a responsabilidade junto ao meio ambiente é um fator a ser levado em consideração antes de usar tanto fogões à lenha quanto lareiras. Uma das alternativas de aproveitamento é usar madeira de pomares, como macieiras, ameixeiras, pessegueiros e outros, quando em fim de produção. Ou seja, quando os pomares se tornarem infrutíferos, a madeira dessas árvores pode ser bem aproveitada para usar em fogões e lareiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*