O que é, como prevenir e como tratar a pressão alta (hipertensão arterial)

A força com que o sangue é forçado pelo coração dentro das artérias e veias, em resistência a estas, é definida como pressão arterial. Ou, em outras palavras, é a força com que o fluxo sanguíneo é pressionado contra as paredes internas dos vasos sanguíneos. A pressão alta ou hipertensão, nada mais é do que uma pressão muito elevada no interior dos vasos sanguíneos.

O valor referencial estipulado pela Organização Mundial de Saúde, é que a pressão normal esteja em 120×80 (12×8), o limite esteja em 130×85 (13×8,5). Quando a pressão está em 140×90 ou superior, é considerado como pressão alta.

O aparelho utilizado para obtenção dos valores da pressão arterial é o esfigmomanômetro, que pode ser de vários modelos, alguns para uso em casa, outros para uso em ambiente hospitalar e unidades de saúde.

A melhor maneira de saber como a pressão arterial está, é fazendo a medição sempre que possível. Aferição em unidades de saúde ou, tendo-se um aparelho em casa, acompanhar o ritmo da pressão, é essencial para evitar problemas de saúde futuros, uma vez que, a hipertensão, é classificada como uma doença silenciosa, nem sempre manifestando sintomas, mas que futuramente pode ocasionar os mais diversos problemas e transtornos à saúde.

Sintomas comuns da hipertensão: um dos maiores problemas em identificar sintomas ligados à pressão alta é que, os mesmos, geralmente, são imperceptíveis, transitórios e pouco alarmantes, sendo, desta forma, um perigo ainda maior, uma vez que, a pessoa deixa de procurar ajuda para tratamento.

Alguns dos indícios que merecem atenção especial: alguns dos sintomas que podem resultar da hipertensão, mas que também podem não ser, são, mas sem se limitar a: tontura, fadiga, dor de cabeça, inquietação, dores no peito, sangramento pelo nariz, tremores, entre outros. A melhor maneia é aferir sempre que possível.

O que causa a hipertensão? Pessoas hipertensas, sem estímulo do meio em que vivem (por exemplo, um grande susto ou um estado de nervosismo devido a alguma situação qualquer), não têm uma indicação que possa ser considerada correta para a manifestação da pressão alta, sendo, portanto, consideradas de múltiplas causas. Há, no entanto, alguns casos em que pode-se identificar as causas da hipertensão, como por exemplo, alguns tipos de problemas nos rins, alguns tipo de problemas hormonais, entre outros.

Casos que favorecem o surgimento da hipertensão: sabe-se que a obesidade, sedentarismo, excesso de álcool, excesso de sal na alimentação e outros, são fatores que podem representar significativa importância de risco em pessoas com tendência a terem hipertensão arterial.

Prevenção da hipertensão: a redução do excesso de peso (emagrecimento), redução do consumo de álcool, não fumar, praticar exercícios físicos, reduzir o consumo de sal, entre outros, são fatores determinantes para prevenir o aparecimento da pressão alta.

Tratamento: de acordo com diagnóstico e preescrição médica, sendo de forma específica para cada tipo de pessoa.

Por que a hipertensão precisa ser tratada? Para evitar problemas de saúde como: falência do coração, ataque cardíaco, problemas nos rins, derrame cerebral (a hipertensão é o principal fator de risco do AVC) e outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*