Entenda o funcionamento do forno micro-ondas

Quando se fala que a água é um dos maiores bens da humanidade, créditos sejam dados ao criador da frase. Á água também é parte totalmente indispensável para ativar o cozimento de produtos através do micro-ondas. Então, já podemos concluir que, um produto que não contém água não será cozido pelo micro-ondas? Exatamente isso. A água contida nos alimentos é que efetivamente cozinha os alimentos. Isso explica o porquê de alguns potes plásticos e outros materiais irem ao forno micro-ondas e não derreterem.

O processo de cozimento: as micro-ondas emitidas pelo forno atravessam o produto que está em cozimento, quando essas ondas eletromagnéticas colidem com moléculas de água, ocorre certa absorção da energia contida na onda. Essa energia converte-se em energia cinética, provocando vibrações nas moléculas de água.

As constantes colisões das micro-ondas eletromagnéticas sobre a água provoca o aumento da temperatura das moléculas de H2O, aumentando a energia cinética, que se transforma em calor. Esse calor chega a temperaturas suficientes para provocar o cozimento dos alimentos.

Muitas pessoas têm histórias sobre episódios ou acidentes sobre micro-ondas, como por exemplo, ovos que explodem ou água pura que espirra violentamente. No entanto, o que todos sabemos é que o forno micro-ondas é uma mão na roda para cozimento em velocidade superior aos fornos convencionais.

Popularmente, sempre ouvimos dizer que o forno micro-ondas executa o cozimento de dentro para fora, diferente aos outros tipos de fornos, que cozinham de fora para dentro. Nos fornos convencionais, o calor chega à parte externa do alimento, que vai sendo repassado para a parte interna por condução. No caso do micro-ondas, as propriamente ditas ondas, atravessam o produto, atingindo moléculas de água, onde elas estiverem, por isso, o cozimento é homogêneo, tanto interna, como externamente.

Os micro-ondas à venda podem ter várias opções de potência, algo como 850, 1100 ou outras configurações de watts. A diferença é o poder de cozimento, quanto maior a potência, mais rápido será o processo de conclusão do cozimento. Modelos mais sofisticados permitem diferentes ajustes de potência, algo que pode chegar a vários níveis de configuração. Porém, quatro ou cinco níveis já são suficientes para ajuste aos mais diferentes tipos de alimentos.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS