Qual a lógica dos candles na bolsa de valores?

Um candlestick representa muito mais do que uma caixa com duas cores opostas que se desloca para cima ou para baixo no gráfico da análise técnica.

Seu uso é fundamental, uma verdadeira mola mestra para operadores e traders da maioria dos ativos de renda variável, inclusive, na bolsa de valores.

O funcionamento dos candles, assim como dos renkos e muito simples: dentro de um gráfico, marcar onde o preço está sendo negociado no momento atual, bem como, deixar um rastro por onde os preços de ativos foram negociados no passado.

A lógica básica

Os candlestick nada mais são do que a representação visual do que esta acontecendo no book de ofertas.

Sim, o exato momento em que o candle está na posição atual é a representação visual do preço negociado no book de ofertas.

Veja a imagem abaixo:
candlestick e livro de ofertas-min

Nesta captura de imagem, realizada na plataforma de operações, estão lado a lado o book de ofertas (1)  e os candles (2).

Perceba que, no momento em que a captura de imagem foi realizada, simultaneamente, a seta indicada pelo número 1 mostra o livro de ofertas e, a seta indicada pelo número 2 mostra os candles.

Como podemos observar, tanto o book de ofertas quanto o respectivo candle mostram o preço sendo negociado exatamente no mesmo valor.

Resumindo: o candle, sozinho, nada mais faz do que mostrar em qual preço um ativo está sendo negociado naquele momento.

Ponto inicial dos candle

Na bolsa de valores, o ponto de partida dos candles é o preço ajustado através do leilão de abertura do mercado.

Candle Preço de abertura dolar

O leilão de abertura existe exatamente com essa finalidade: ajustar em qual preço compradores e vendedores concordam em começar a negociar cada um dos ativos.

O leilão ocorre minutos antes à abertura do pregão, de cada ativo, da bolsa de valores.

Qualquer investidor poderá apregoar intensões de compra ou venda durante o leilão. Quando definido os valores do preço, formado no leilão, o mesmo conclui-se e, então, o mercado abre, momento em que inicia-se a negociação das ordens.

Neste ponto definido no leilão, através das intensões de compra ou, de venda, alocados pelos investidores será o ponto de início do primeiro candle do dia, marcando o preço de abertura do pregão.

Cada ativo tem o seu próprio leilão e o seu próprio nível de preço de abertura. O candle de abertura mostra, exatamente, onde inicia-se esta negociação, assim, como poderá ser verificado, também, no book de ofertas ou, em outros padrões gráficos, como o de renko por exemplo.

O tempo é uma regra

Diferente do renko, os candles sempre trabalharão em relação ao tempo, o qual poderá ser em minutos, horas, dias, semanas, meses e anos.

Assim, através de uma plataforma gráfica de negociação, o operador tem a liberdade para configurar em qual tempo deseja que os candles trabalhem.

Se, o trader definir os candles para mostrar o período de negociação de 1 dia, por exemplo, cada candle mostrará no gráfico o ponto de abertura do preço, o preço máximo alcançado, o preço mínimo e o preço final do ativo durante todo aquele dia alvo.

candle tempo

O mesmo é válido se o trader definir o tempo gráfico do candle para 1 minuto, uma hora, seis horas ou, mesmo, um ano inteiro.

Quando o tempo definido for cumprido, inicia-se o candle seguinte, aproximadamente no mesmo nível de preço em que o candle anterior encerrou-se, exceto quando há gaps.

Os ‘gaps’ acontecem quando há um ‘vazio’ de negociação entre o fechamento de um candle e a abertura do candle seguinte, muito comum de verificar no preço de abertura de um pregão em relação ao preço de fechamento do pregão anterior.

Duas cores para cada candle

Cada um dos candles são ‘pintados’ com duas cores diferentes, porém, não simultaneamente.

O padrão original de cores para candles são o branco e o preto. Mas, é possível que o trader configure as cores da maneira que achar melhor, conforme o seu gosto pessoal.

Cores do candle

Candle colore de branco: o ativo está sendo negociado com preço acima do ponto de abertura do próprio candle.

Candle colore de preto: o ativo está sendo negociado com preço abaixo do ponto de abertura do próprio candle.

Alternância de cores branco/preto: o preço poderá alternar para cima ou para baixo em relação ao ponto de abertura do candle e, mudará sua cor inúmeras vezes, todas as vezes que cruzar o ponto de abertura, até que seja concluído o tempo de negociação.

Candle alta e baixa

Como cada candle se movimenta dentro de um período de tempo pré estabelecido pelo próprio operador, o preço poderá cruzar o seu próprio ponto de abertura, para cima ou para baixo, modificando a cor em cada cruzamento.

As cores em um candle tem como objetivo mostrar instantaneamente ao trader se, o preço negociado está acima ou abaixo em relação ao preço inicial do próprio candle.

Candle de alta e candle de baixa

É simples conferir se o candle em formação ou, já formado, está em alta ou em baixa e, essas posições, referem-se, ao ponto de abertura do próprio candle.

Dessa maneira existem duas posições possíveis:

cande de alta e candle de baixa-min

Se, naquele intervalo de tempo, o preço está sendo negociado acima do ponto de abertura do próprio candle, então, o movimento é de alta, de mercado comprador e, a pintura do candle será branca.

Por outro lado, neste mesmo intervalo de tempo, o preço está sendo negociado abaixo do ponto de abertura do próprio candle, então, o movimento é de baixa, de mercado vendedor e, a pintura do candle será preta.

Pavios ou sombras

Uma característica comum e, uma das mais marcantes no gráfico de candlestick é a formação dos chamados pavios ou sombras.

Os pavios deixam marcados, no gráfico, o ponto máximo e, o ponto mínimo, do preço, negociado dentro de um intervalo de tempo.

Pavio de candles

Na imagem acima os círculos em amarelo destacam os ‘pavios’ de dois candles.

Se, uma negociação atinge um determinado valor e, retorna a um nível mais próximo ao centro, o candle deixa um traço entre local máximo atingido e o local atual de negociação.

Esse traço assemelhasse ao pavio de uma vela, daí a origem do nome.

Corpo do candle

O exato local onde ocorreu a abertura do próprio candle e, onde está sendo negociado no momento atual, constitui-se no corpo do candle.

O corpo também caracteriza o ponto de abertura do próprio candle e o seu ponto de fechamento, quando em candles já concluidos.

Corpo do candle

Na imagem acima está demarcado em amarelo o corpo do candle.

Diferente dos pavios, que marcam o ponto máximo e o ponto mínimo que o preço alcançou, o corpo do candle marca somente o espaço entre o preço de abertura e o de encerramento, naquele período de tempo.

Ponto onde abriu e onde fechou

É muito fácil encontrar o ponto de abertura e de fechamento em um candle qualquer.

Os ponto de abertura e fechamento de um candle de alta é o oposto ao candle de baixa.

Veja na imagem abaixo os pontos de abertura e fechamento de um candle de alta, e os pontos de abertura e fechamento de um candle de baixa:

abertura fechamento candles-min

Como podemos verificar através da imagem acima, os pontos de abertura e fechamento dos candles de baixa são inversos em relação aos candles de alta.

Na imagem, temos, ainda, os pavios, pontos máximos ou mínimos que o candle atingiu, mas, acabou retraindo em direção à posição de abertura.

Padrões de candles

Candlestick é uma das principais formas de analisar o mercado, além de marcar, visualmente, o comportamento do preço em determinado período de tempo e, a trajetória deixada pelos candles revelam padrões.

Os padrões no gráfico de candles, tanto em candles individuais como em conjunto de dois ou mais candles, constituem figuras que demonstram o comportamento do mercado, podendo servir como referência para tomada de decisões nas operações da bolsa de valores.

Livros recomendados sobre candlestick e seus padrões: Clique aqui e confira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*