O que é bom saber sobre o forno de micro-ondas?




O forno micro-ondas foi criado depois de uma descoberta inesperada sobre o aquecimento da água, que ocorre quando recebe um bombardeio de ondas eletromagnéticas. Seu uso para o preparo de alimentos foi proposta por Percy Spencer que percebeu esse fenômeno na empresa em que trabalhava. A mesma empresa patenteou o micro-ondas em 1946.

O forno de micro-ondas só é eficiente se usado para alimentos que contém água, pois, como dito antes, é o choque das ondas eletromagnéticas nas moléculas de água que agita essas, as quais liberam calor, devido à grande perturbação que sofrem, da mesma maneira que é liberado calor em atividades cotidianas de atrito, como esfregar uma mão na outra ou bater com martelo violentamente em uma madeira. Mas não funcina somente sobre moléculas de água, pode atuar também sobre outras moléculas.

No caso do micro-ondas, a molécula da água é bipolar, o que favorece o atrito eficiente em relação à passagem das ondas. Neste caso, as moléculas, literalmente, giram sobre elas mesmas em quantidades absurdamente elevadas em cada segundo, liberando grande quantidade de energia (calor), que se transfere aos alimentos, aquecendo-os e cozinhando-os.

O forno de micro-ondas foi uma das grandes conquistas da humanidade para uso doméstico e, em determinados casos, empresarial. A principal característica é o tempo de cozimento mais rápido do que fornos convencionais. Outra característica importante é a não necessidade de pré aquecimento, o que favorece na rapidez do cozimento e na economia de energia.




Reservar um local apropriado para a instalação do micro-ondas também é importante. O ponto ideal é fora de raios solares, umidade e fontes que irradiam calor, como fogões por exemplo. Não é uma boa ideia que ele fique perto de televisores ou rádios, pois, poderá ocorrer interferências nestes aparelhos. Se o local de instalação for plano e ventilado, melhor ainda será para a eficiência e segurança do forno.

O forno de micro-ondas, diferente aos de combustão ou elétricos, tem uma característica bem peculiar: o painel de controle e programação de cozimento. Totalmente eletrônico, com alguns toques nos botões é possível coloca-lo para trabalhar, ou seja, cozinhar. Programar o tempo de cozimento pelo painel é fácil, mas, é preciso atenção em ambientes com crianças, pois, é absolutamente não recomendável que este produto entre em funcionamento de forma desnecessária ou sem nada em seu interior para preparar. Por isso, retire o plugue da tomada quando não estiver em uso.

O prato giratório tem a função de aumentar a eficiência do cozimento, já que, a distribuição e água e outros fatores podem cozinhar de forma irregular o alimento, fato este que, pode ser reduzido com a rotação do alimento, responsabilidade do prato refratário na base do forno.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*