Entenda como funciona as impressoras a jato de tinta




O mecanismo de funcionamento das impressoras a jato de tinta é algo bem interessante de se ver e, por outro lado, complexo para funcionar e executado com precisão cirúrgica e rapidez igual a um relâmpago. O mecanismo que constitui o sistema jato de tinta é constituído de uma cabeça de impressão, a qual é dotada de centenas de orifícios, que disparam milhares de micro-gotas de tinta sobre o papel por segundo.

Em uma época em que existia a impressora matricial, barata, sem cores e com poucos recursos e, a impressora a laser, de excelente qualidade de impressão, mas com preço inviável, mesmo em impressões monocromáticas, surge uma opção intermediária e, que imediatamente, se tornara a opção ideal para uso em casa e no escritório – a impressora a jato de tinta.

Com uma qualidade de impressão assemelhando-se a impressões a laser e, ao mesmo tempo, conseguindo a façanha de imprimir tanto em preto como em cores, por um preço considerado barato, não demorou para que a nova tecnologia fosse escolhida a número 1 por todas as pessoas. E não é para menos, graças à tecnologia jato de tinta, hoje é possível manter uma impressora de qualidade em pleno funcionamento, em qualquer lugar que exista um computador que lhe forneça os dados.

Um mercado liderado pela marca HP, o funcionamento deste tipo de impressora acontece assim:

Algumas marcas de impressora utilizam um sistema de impressão conhecido como Blue Jet, cuja patente é de propriedade da Canon. A HP, por sua vez, utiliza o sistema Ink Jet, em ambos sistemas, o princípio de funcionamento é o mesmo.




Neste sistema, uma resistência elétrica aquece a tinta, de modo a formar pequenas bolhas de ar, que imediatamente disparam a tinta à toda potência sobre o papel, formando a impressão. Neste tipo de tecnologia, as cabeças de impressão estão anexadas ao próprio cartucho de tinta, uma vez que, pelo fato de haver aquecimento, possuiria tempo útil curto se fossem mantidas na própria impressora.

Outro sistema de impressão a jato de tinta é conhecido com Piezoelétrico (capacidade de alguns cristais tem em gerar eletricidade quando submetidos à pressão mecânica), não há aquecimento da tinta, é como se houvesse uma pequena bomba que dispara a tinta sobre o papel, formando a impressão. A cabeça de impressão possui alguns canais para movimento da tinta e, um cristal piezoelétrico, próximo à ponta. Ao receber energia elétrica, este cristal vibra, fazendo com que a tinta seja emitida do cartucho para o papel. É uma tecnologia usada nas impressoras Epson.

Outro tipo de tecnologia de impressão, faz o uso de tinta em estado sólido, convertendo-a em líquido no momento da impressão. A tinta é constituída por um determinado tipo de cera, em forma de fitas. A tinta é derretida e disparada sobre o papel, é ideal para imprimir fotos devido a qualidade e brilho obtidos com o uso deste tipo de tinta.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*