Dicas para comprar o carro usado (ou seminovo)




Com as facilidades para obtenção de financiamentos, aliado às promoções e ofertas das concessionárias, comprar carro seminovo ou usado está mais fácil, mais barato e com uma notável relação custo/benefício. Para a compra de um seminovo, sem preocupações com problemas futuros ou dores de cabeça, algumas recomendações são importantes, entre elas, a idoneidade da revenda, documentação em dia, estado físico, o número do chassi e outros.

O preço dos carros usados são, em sua maioria, tabelados, com base no ano de fabricação, modelo e outros elementos tradicionais e, divulgado em revistas e sites especializados em automóveis. Tenha sempre em mente que, o preço de um carro seminovo, deverá estar dentro da faixa estabelecida no preço de tabela. Esse preço poderá variar por diversos motivos, como por exemplo, equipamentos extras, estado de conservação, cor, quilometragem entre outros. Leve em consideração ainda que poderá existir a possibilidade de serem efetuados reparos mecânicos, troca de pneus etc.

Pesquisar e avaliar sem pressa o veículo, levando-o para que um mecânico de confiança avalie o estado de conservação do motor e funilaria e, verificar se o modelo corresponde com aquilo que o vendedor anunciou. Destaque especial, merecem os itens de segurança, como freio, pneus e outros. Examine interna e externamente, somente com uma avaliação rigorosa você terá uma noção bastante precisa daquilo que estará comprando, sem surpresas futuras e conseqüente frustração.

Consulte a situação do veículo perante a legislação. No site do DETRAN é possível consultar os dados do veículo, multas ou impedimentos, fornecendo o número da placa e o RENAVAM. Você também pode consultar essas informações pessoalmente na delegacia de trânsito de sua cidade ou região. Na delegacia de polícia é possível verificar se consta alguma infração, do tipo roubo e outras.




Com o carro em movimento, desça uma ladeira em segunda marcha sem acelerar, o motor deverá ser capaz de segurar o veículo, se a velocidade não reduzir, poderá existir problemas com a compressão do motor.

Engate todas as marchas em movimento e certifique-se que não há ruídos estranhos ou outros impedimentos. Faça isso também com marcha à re. Durante o movimento, se o carro puxar para um dos lados é sinal que está desalinhado, se houver trepidação constante no volante, as rodas estão desbalanceadas.

O número do chassi pode ser encontrado em vários locais originais do carro, inclusive no para-brisas. Confira se é o mesmo que consta na documentação do veículo. No carro, onde estiver gravado o número do chassi, todos os caracteres deverão estar em perfeito alinhamento. Verifique a plaquinha de identificação do automóvel, esta placa é fixada pelo fabricante e, nela, deverão estar presentes várias informações sobre o veículo, como nome da montadora, data de fabricação, o número do chassi e outros dados. Verifique se, ali também estão perfeitamente alinhados todos os caracteres e não há sinal visível de adulteração.

Apesar de existirem muitos outros pontos a serem avaliados na compra de um carro usado, a confiança na revendedora, o bom senso, a perícia de uma pessoa (mecânico neutro) e a avaliação da documentação na autoridade do setor, são os pontos mais importantes na hora de comprar o carro seminovo.

Há, ainda, de se considerar comprá-lo de um amigo, parente ou pessoa de confiança. Neste caso, que é o mais recomendado sempre que possível, a garantia de uma compra com grande sucesso é muito maior. Mas, nem por isso, a compra em revendedoras não é uma excelente opção. Poderá ser, mas, é necessário uma perícia maior e mais trabalhosa, evitando-se assim, frustrações e problemas futuros.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*