Comprar ou não comprar diretamente da China?




Você também já deve ter ficado entusiasmado(a) com preços chamativos em produtos vendidos por alguns sites que comercializam diretamente da China para o Brasil. Especialmente produtos eletrônicos como celulares, GPS, notebooks e outros. Têm preços realmente muito convidativos e despertam nossa vontade para comprar compulsivamente. Se você comprar de fontes confiáveis, como o site DealExtreme, provavelmente não irá se decepcionar (saiba mais em nosso artigo: o DealExtreme).

Primeiramente, todos os produtos que entram no país necessitam estar legalizados, para tanto, ao chegar na alfândega brasileira, a Receita Federal poderá ou não reter a mercadoria, se reter, enviará um telegrama de cobrança ao comprador, notificando-o a pagar a taxa de imposto sobre importação.

Dependendo do valor declarado em dólares pela mercadoria no momento do despacho na China, o produto é livre de imposto. No entanto, dependendo do preço e do tipo de mercadoria, a taxa do imposto sobre importação pode chegar a 60%. Ou seja, você precisará pagar no correio o imposto de importação que poderá aumentar em até 60% o preço inicial pago pela mercadoria.

Mas esta não é a parte chata em uma compra nestes sites que vendem diretamente da China. Pelo contrário, a cobrança do imposto de importação é absolutamente correta para o produto entrar legalizado no país.

O lado menos bom em uma compra através destes sites são possíveis problemas que você poderá encontrar para receber o seu produto, dentro das expectativas que teve no momento da compra. Pelo que se sabem, este parece não ser problema comprando-se no DealExtreme.




O tempo de entrega é um pouco mais prolongado. Geralmente o produto não é despachado antes de 7 dias úteis após receberem o seu pagamento. Depois de enviado, demora mais um longo tempo até chegar ao Brasil. Quando chega, fica retido na alfândega (ou não), aguardando o pagamento do imposto de importação.

O produto que você receberá, nem sempre possui todas as características encontradas no anúncio visto pelo site no momento da compra. Não raro, há casos relatados na web de recursos sobre produtos que vem abaixo da expectativa, outros, com defeito de fabricação e mais alguns inconvenientes. Mais uma vez, o site DealExtreme é bem avaliado pelos consumidores que já compraram através dele.

Não existem garantias sobre defeitos, isso é normal. Embora alguns sites prometam trocar o produto defeituoso por outro igual e sem defeitos. Isso poderá aborrecer um pouco, o que é uma reação natural, mas, o importante é ter a garantia de troca do produto. Ao comprar da China lembre-se que eventualmente, será preciso, paciência.

Um outro fato é que, comprando em sites direto da China, como é o caso do DealExtreme, é preciso pagar com cartão de crédito internacional. Como se sabe é possível protestar um pagamento na operadora do cartão quando a mercadoria não chegou após um longo procedimento burocrático. Somente use desta brecha se realmente você não recebeu o produto, porque senão, você é quem se complica.

Ao comprar da China, experimente comprar em um site que atua diretamente por lá, o DealExtreme é um exemplo aprovado na web. Mas, há outros que são confiáveis, muitos, em língua portuguesa. Experimente comprar um produto mais acessível, para depois, ir pegando confiança no seu site preferido.




7 Replies to “Comprar ou não comprar diretamente da China?”

  1. Tipo, eu compro pela china e uma pessoa dos correios me deu dicas quanto a importação. A alfandega não cobra taxa de produtos a cima de até US$ 50,00 quando o mesmo é de pessoa física para pessoa física, quando o produto é comprado por site, o limite é mais baixo, no caso US$ 10,00, porem há compras de até US$ 20,00 que é um pouco mais fácil passar pela alfandega. Comprar “um” produto com o valor de até US$ 20,00 é fácil passar pela alfandega, mas quando são vários produtos onde o valor total chega a até US$ 20,00 a taxação ficará mais fácil de ser cobrada devido ao privilégio de podermos alterar o valor da nota fiscal, no caso adulterar, e fica a desconfiança da alfandega. Lá mesmo na alfandega existe uma lista com todo tipo de produtos que se pode comprar de fora com seus preços, a taxação é cobrada muitas vezes a partir desse preço e não do valor real do produto, justamente pelo fato de poder haver uma alteração no valor e assim gerando um valor de taxação muitas vezes absurda. Pedir o envio por presente muitas vezes evita de ser taxado, mas não se enganem, isso vai depender muito do tamanho do produto e do modo que foi embalado, pois mesmo sendo presente eles analisam para saber do que se trata, qual seu valor de mercado e se realmente é presente de alguma pessoa física (muitas vezes eles sabem que não é), isso chateia muita gente pelo fato de receber um presente de alguma pessoa física e quando chega aqui ele é taxado.
    Compro muito no DealExtreme e digo que é um site confiável, porem não indico para pessoas apressadas que gostam de ter o produto de modo “SEDEX”, pois pode levar até 3 meses para chegar o produto, mesmo que não seja barrado, nesse caso indico que comprem de vendedores no Brasil, e se forem comprar pelo Mercado Livre, olhar sempre antes a reputação do vendedor, sua qualificação, comentários de compradores de seus produtos e principalmente se há produtos a Pronta Entrega, pois muitas vezes eles compram o produto de fora para irem até o comprador, e isso há perigo de ser barrado na alfandega e é você quem pagará a taxa, esses são, muitas vezes, os vendedores que oferecem FRETE GRATIS para todo o Brasil.

    Obrigado pela oportunidade de comentar 🙂

  2. O dificil de comprar da diretamente dos sites de compras da China é que eles não te dão nenhum suporte e nem explicam todo o processo, pois raramente as compras não são taxadas e o prazo de entrega geralmente ficam em torno de 60 dias. Além disso, o tempo de toda a viagem de navio da China para o Brasil, ainda tem o tempo de passar pela alfandega e pelo processo de tarifação, pois mesmo sendo os produtos com valor abaixo de U$500,00 serão cobrados 60% do valor declarado do produto pelos vendedores. Assim, com toddo este processo é mesmo necessário pensar mais de uma vez de comprar destes sites.

  3. Amigo, a tendência é que não exista mais loja física num futuro bem próximo, a não ser as grifes de shoppings. Grandes lojistas já atentaram pra essa realidade e estão partindo com força para as vendas na internet (americanas, ponto frio, casas bahia…). Veja o caso da Avon e Natura, não existe loja e a marca está cada dia mais presente na vida de seus consumidores.

    Quanto aos sites que trazem direto da China a coisa não é bem assim. Tem muito picareta? Tem!

    Muitos empreendedores possuem contato forte com os chineses e cumprem o que prometem, eu mesmo já comprei vários produtos da China, o único inconveniente é a demora, pois demora mesmo. Quanto à alfândega, por enquanto eu estou só nos pendrivers, midias de dvd, carregadores de celular e outros “xing-lings”, o !!! Abraço!

  4. olá amigo! Eu entendo a sua dor de derrepente ter cido lubridiado por algun impasse que tenha ocorrido em alguma compra que você tenha feito na internet, mais vai a minha deicha:
    antes de comprar alguma coisa em um site fora do pais, veja um produto deles mais inrrizorio em valor possivel e compre! algo que seja em torno de R$20,00 para baixo, e teste se chegará tudo ok ate o seu endereço! pra depois você lançar em seu navegador tal site como vavorito e efetuar compras nele!
    Eu sei que o que eu to dizendo parece RIDICULO, mais ainda é o meio de se perder pouco dinheiro para que nós usuario e compradores da rede, tenhamos a serteza de que estamos lidando com gente séria! E se a compra tambem for pelo mercado livre vejam o numero de vendas que tal vendedor tenha feito daquele produto ou de outros produtos na rede tem que ter passado dos 100, se não ele ainda não é um vendedor confiavel

  5. Caro amigo se compro qualquer produto que nâo seja original,ou que seja uma replica,de qualquer forma eu nâo estou arriscado a perder o meu dinheiro ?

  6. “Resumindo, não compre em sites que vendem diretamente da China. Mesmo pagando mais caro, compre apenas em lojas e sites de renome nacional, que ofereçam garantia e tenham políticas claras sobre cobrança, entrega e assistência técnica.”

    Resumindo o seu resumo: Não compre direto da china. Compre de quem compra direto da china e tem capital para fornecer assistência técnica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*